sábado, 2 de outubro de 2010

Lutar cansa, mas vale a pena.

É quase impossível ser-se quem é, sem ser criticado, sem ter um olhar de desdém, sem ouvir comentários. é quase impossível ser-se quem é livremente.
Muitas pessoas preferem adaptar-se, reprimirem os seus gostos, os seus desejos. Preferem ser alguém diferente do que realmente querem ser, para terem um lugar junto da sociedade sem perceberem que na realidade estão a trair-se a si próprios e que isso, no meu ponto de vista, não vele a pena.
Lutar por nós próprios é um acto de coragem, quando na verdade deveria ser algo comum, aceite por todos.
Dizemos que somos umas sociedade tolerante, mas em apenas 16 anos, vi e vivi o suficiente para perceber que isso é apenas uma medida de consciencialização que nos é imposta á nascença para não nos sentir-mos mal com o que dizemos/fazemos. Muita gente usam a desculpa "São abortos da Natureza" sem perceberem que os abortos são eles próprios por não terem coragem de admitir o que realmente gostariam de ser.
Ser nós próprios é uma luta e só percebemos que vencemos a uma sociedade cruel e injusta quando nos deitamos e sorrimos para um dia que em todas as perspectivas, pareceu correr mal.

A igualdade é um direito e não um defeito.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Seguidores